Cerca de 200 alunos da Escola Municipal Miguel Ângelo Leone, no bairro Xavantes, receberam certificados de formatura do curso de Agentes Multiplicadores em Prevenção à Dependência Química e Violência. A ação, promovida pela Prefeitura, através da Guarda Municipal, faz parte do projeto “Guarda Presente nas Escolas”, que durante o ano de 2017 já contemplou mais de mil crianças, do 4º e 5º ano do ensino fundamental. A E.M. Miguel Ângelo Leone foi a sexta beneficiada com o projeto. O evento contou com um show de marionete que falou sobre a importância do projeto e uma peça teatral realizada pelos alunos da escola sobre o tema.

Emocionada com a apresentação teatral dos alunos, a secretária de Assistência Social e Cidadania, Daniela Carneiro, que é madrinha do projeto e também ganhou certificado, disse que as crianças precisam de toda a atenção possível e que um simples gesto pode ajudar a salvar uma vida. “O projeto ajuda a conscientizar as crianças sobre os perigos da vida, então precisamos que os pais e responsáveis nos ajudem a orientá-las. Eu sou mãe e sei como é essa preocupação. Nosso governo está empenhado em fazer o melhor para que nossas crianças tenham qualidade de ensino e de vida, pois elas são o futuro”, disse a secretária. Daniela pediu ainda para que as crianças repassassem o que aprenderam durante o curso para todos os conhecidos, formando assim uma corrente do bem.

O chefe da Guarda Municipal, Luiz Gustavo da Silva, nasceu em Belford Roxo e disse que nunca viu um projeto como esse. “Passei por muitos governos e esse projeto é inédito em nossa cidade. Quando o apresentamos, a secretária Daniela abraçou logo de início”, disse. Luiz falou ainda que sem os pais, nada disso seria possível, pois o acompanhamento deles durante o curso é essencial. O inspetor de projetos da Guarda Municipal e um dos responsáveis pelas atividades, Thiago Silva, contou sobre o projeto. “Durante as aulas do curso, os alunos interagem com os agentes da Guarda e trocam experiências que vivenciam em família. A participação dos pais é importante na hora de diferenciar o certo e o errado para a criança”, informou Thiago.

De acordo com a diretora da unidade escolar, Elaine Riscado, a parceria com a Guarda Municipal tem dado resultados positivos. “Nossos alunos se tornaram agentes multiplicadores e aprenderam a dizer não as drogas”, disse Elaine. Ludmila dos Santos, de 16 anos, estava acompanhando suas irmãs gêmeas, Luiza e Luciana dos Santos, de 11 anos, que foram umas das alunas do 5º ano que participaram da ação. “Achei bem interessante esse projeto, pois quando estudei nesta escola, nunca tive a oportunidade de participar de algo parecido. As meninas sempre chegavam em casa e falavam sobre o que aprendiam durante o curso”, disse Ludmila.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: