A dona de casa Ana Paula Ferreira de Carvalho, 26 anos, vibrou ao ouvir o seu nome ser o segundo a ser chamado, entre as 900 pessoas inscritas no Programa Minha Casa, Minha Vida, todos aguardavam pelo sorteio das unidades promovido pela Secretaria Municipal de Habitação, no Ciep Constantino Reis, no bairro São Bernardo. Mãe de três crianças, entre elas uma menina de dois anos com paralisia nas pernas, Ana, agora é dona de um apartamento no Condomínio Baleares (blocos 7, 8 e 9), no Bairro Santa Tereza. “Estou muito feliz, não vou mais precisar usar a pensão da minha filha para pagar o aluguel”, disse aliviada. No ano passado, a Secretaria de Habitação e Urbanismo entregou 1.100 casas.

“Vocês têm um prefeito que ama essa cidade voltado para trazer um novo tempo, com mais dignidade para população. É mais um crescimento habitacional significante para o município. Desejo que vocês sejam felizes na nova moradia”, disse Daniela Carneiro, secretária municipal de Assistência Social e Cidadania e primeira-dama. O deputado estadual, Márcio Canella, também participou do sorteio e desejou felicidade aos contemplados. Canella lembrou que esteve várias vezes, com o prefeito Waguinho, em Brasília para conseguir apoio e recursos para continuação do Programa Minha Casa Minha Vida em Belford Roxo. “Eu e o prefeito estivemos no Ministério das Cidades para mostrarmos a necessidade que a cidade tem na questão de moradia. Conseguimos os recursos e fico feliz em ver as famílias realizando o sonho da casa própria, saindo do pesadelo do aluguel”, destacou o deputado.

Os apartamentos têm dois quartos, sala, cozinha, banheiro, parquinho para as crianças, quadra poliesportiva e área de convivências. A renda familiar do contemplado tem que ser de até R$ 1.800. Depois do sorteio, as famílias participam de uma reunião de esclarecimento. As próximas etapas serão a assinatura de contrato com o Banco do Brasil e a entrega das chaves. “Acredito que em 30 dias após a assinatura do contrato os apartamentos serão entregues”, informou o secretário municipal de Habitação, Reginaldo Gomes.

Três por cento dos imóveis foram destinados para pessoas com deficiência e idosos (neste caso, o banheiro é adaptado). Reginaldo Gomes acrescentou, que para abril estarão previstos o sorteio de mais 700 casas no Condomínio Babi, no bairro Recantus. Segundo ele, o déficit habitacional no município chega a 30 mil famílias.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: